05/07/14

Pires, Célio Rolinho Os Cabeços das Maias – Guarda, edição do autor, 1995. In-8.º; de 180 págs. Ilustrado. 
Br. € 15,00

Exemplar estimado.

   "No coração de Portugal, a meio caminho entre o Tejo e o Douro, português de sempre porque aquém do Coa, situa-se um pequeno "país" a que os naturais e vizinhos chamam ainda hoje de "Zona das Pedras" ou tão somente as "Pedras.
   Formado no geral por dezenas de cabeços pedregosos, este território tem como pólos de atracção referenciais três proeminências rochosas maiores que são o Cabeço das Fráguas, S. Cornélio e, já a desbanda, para sul, a Serra Dopa".

    "...a minha homenagem vai para as "Maias" quer como flores singelas da giesta quer como Mães que geraram estes homens que povoaram e fizeram a história destes Cabeços anónimos".

Sem comentários: