06/04/12

PÁSCOA NA ALDEIA

Minha aldeia na Páscoa...
Infância, mês de Abril!
Manhã primaveril!
A velha igreja.
Entre as árvores alveja,
Alegre e rumorosa
De povo, luzes, flores...
E, na penumbra dos altares cor-de-rosa .
Rasgados pelo sol os negros véus.
Parece até sorrir a Virgem-Mãe das Dores.
Ressurreição de Deus! (...)
Em pleno azul, erguida
Entre a verde folhagem das uveiras.
Rebrilha a cruz de prata florescida...
Na igreja antiga a rir seu branco riso de cal.
Ébrias de cor, tremulam as bandeiras...
Vede! Jesus lá vai, ao sol de Portugal!
Ei-lo que entra contente nos casais;
E, com amor, visita as rústicas choupanas.
É ele, esse que trouxe aos míseros mortais
As grandes alegrias sobre-humanas.
Lá vai, lá vai, por íngremes caminhos!
Linda manhã, canções de passarinhos!
A campainha toca: Aleluia! Aleluia! (...)
Velhos trabalhadores, por quem sofreu Jesus.
E mães, acalentando os filhos no regaço.
Esperam o COMPASSO...
E, ajoelhando com séria devoção.
Beijam os pés da Cruz."

Teixeira de Pascoaes

4 comentários:

Anónimo disse...

Boa Páscoa com chuva que para muitos vale ouro.

Cláudia Ribeiro disse...

Sem dúvida!É mesmo ouro.
Agradeço e retribuo votos de Boa Páscoa.

ana disse...

Cláudia,
Uma escolha muito bonita.
Hoje ofereceu-nos poesia e arte que sei que também adora!
FELIZ PÀSCOA!

Cláudia Ribeiro disse...

Sim, são duas coisas que gosto muito.
São alimento para a alma. Fica a faltar a música...
Feliz Páscoa!
Beijinhos