Páginas

01/11/11


Freire, Maria da Graça - Talvez Sejam Vagadundos - Romance. Lisboa, Portugália editora, S/d (1962). iN-8.º; de 273-II págs. Capa de João da Cãmara Leme. Br. € 20,00

1.ª Edição.

Colecção «Contemporânea», 30.
Exemplar Estimado.

"Abalada a tradicional noção de valores, a derrocada dos velhos conceitos que foram estímulo e esteio de uma sociedade é iminente. Talvez sejam Vagabundos é um livro para o homem do amanhã, em que todos são vencedores e vencidos, - para o homem liberto. Depois da luta o regresso à inocência consciencializada, e Deus, num acto de adesão total e inevitável".

Sem comentários:

Enviar um comentário