03/07/17

O Grilo na Varanda -  Luiz Pacheco para Laureano Barros (Correspondência, 1966-2001) - Lisboa, Editora Tinta da China, 2017. Introdução e notas  de João Pedro George. In-8.º; de 261-II págs. Ilustrado.
Br. € 15,00

Novo.

Das cartas que Luiz Pacheco escreveu, durante 35 anos, ao amigo e mecenas Laureano Barros — a partir do hospital, da prisão, de quartos imundos, de casas de amigos ou quando ainda vivia, nas Caldas da Rainha, com parte da sua «Tribo» — emerge o impetuoso crítico de rompe-e-rasga, o escriba que combateu a PIDE, a censura e os ídolos das letras, o ser humano em luta para se realizar na sua paixão pela literatura, o solitário enraivecido pela dispersão dos bambinos, o homem que viveu de muitos cravanços, o doente crónico com pavor da morte... Em suma, o escritor que o país nos ofereceu no momento próprio.

«Escrevi as minhas cartas, com um prazer sem igual, na maior, à-vontade. Escrevi muito. Por necessidades da pedincha, aguentar a sobrevivência, conversar com Amigos distantes. Ou, se acantonado em locais de asilo forçado, invocar auxílios e apoios no Lá Fora. Escrevi cartas e pos
tais que me desunhei, centenas e centenas. Há quem tenha espólios meus, já esteja a fazer negócio com isso. Ou a preparar-se. Acho óptimo. 
Dou-me os parabéns.» — Luiz Pacheco

INCLUI DVD «LAUREANO BARROS, RIGOROSO REFÚGIO»

Sem comentários: