11/07/17


E o céu tão baixo - Uma antologia poética sobre o Alentejo. Évora, Casa do Sul, 1999. Organizada por Manuel Silva Terra. In-8.º; de 111 págs. Desenhos de Carlos Guerra.
Br. € 15,00

Colecção «Guadiana», 1.
Exemplar estimado.

Poemas de: António Patrício, Manuel da Fonseca, Antunes da Silva, António Gancho, José Gomes Ferreira, Florbela Espanca, Manuel Alegre, Miguel Torga, Clara Pinto Correia, Jorge de Sena, Carlos de Oliveira, Armindo Rodrigues, Pires Campaniço, Maria Teresa Horta, Alexandre O'Neill, Ruy Belo, Armando Emanuel Monteiro, J. M. Monarca Pinheiro, Celestino David, Francisco Bugalho, Albano Martins, Sebastião da Gama, David Mourão-Ferreira, Ruy Cinatti, Manuel Silva terra, Al Berto, Sophia de Mello Breyner Andresen, Luísa Freire, Sebastião Penedo, José Régio, Raul de Carvalho, Fiama Hasse Pais Brandão, Eugénio de Andrade.

2 comentários:

bea disse...

Deve ser bonito por dentro esse livro. Que é mesmo baixo o céu alentejano. Mas não lhe chegamos de maneira nenhuma. É um céu de parecer.

Cláudia Ribeiro disse...

Bea,
Não li o livro em questão, na íntegra, mas o que li gostei.
Tem poemas muito bonitos e na maioria de poetas conceituados!