28/08/13

Johann Wolfgang von Goethe


... nasceu a 28 de Agosto de 1749 em Frankfurt. 

21/08/13






Bourgeon, Roger - O Filho de Ben Hur - romance. Lisboa, Romano Torres, 1964. Tradução de Mário Domingues. In-8.º; de 442-V págs. Br. € 7,50

Exemplar estimado.




Bernage, Berthe - A Menina «Aguaceiro» na Côte d'Azur - Lisboa, Editorial Verbo, 1967. Tradução de Maria Selene Santos. In-8.º; de 137 págs. Capa de José Antunes. Ilustrações de P. Couronne.
Cartonado € 3,00

«Biblioteca da Juventude», série D-33.

Exemplar estimado.




Bernage, Berthe - A Menina «Aguaceiro» - Lisboa, Editorial Verbo, S/d. Tradução de Lizete Figueiredo. In-8.º; de 153 págs. Capa de José Antunes. 
Cartonado € 3,00

«Biblioteca da Juventude», série D-3.

Exemplar estimado.

Terray, Lionel - Os Conquistadores do Inútil - Lisboa, Editorial Verbo, 1977. Tradução de Ricardo Alberty. In-8.º; 2 volumes; de 188-XI / 194-V págs. Profusamente ilustrado a p. b. Br. € 15,00

Colecção «Gigantes da Aventura», 3 e 5.

Ambos os volumes muito estimados.

Regar o cérebro com um livro...


Simplesmente genial!!
 

19/08/13




Cela, Camilo José - Ofício de Trevas 5 - Venda Nova, Livraria Bertrand, 1978. Tradução de Pedro Tamen. In-8.º; de 267-I págs. Capa de Saldanha Coutinho.
Br. € 10,00

Exemplar estimado.

"A originalidade de Ofício de Trevas 5 está fora de qualquer dúvida. Esta é a primeira obra narratiova de Camilo José Cela que podemos considerar de plena experimentação intelectual".

 (reservado)






Maitron, Jean - Ravachol e os Anarquistas - Lisboa, Edições Antígona, 1981. Tradução de Eduardo Maia. In-8.º; de 186-VI págs. Ilustrado. Br. € 10,00

Exemplar estimado.

16/08/13


 

Rodrigues, António Manuel Oliveira - Cabo Verde, Terra d'Sodad - Torres Novas, Edição do Autor, 2003. In-8.º; de 245-II págs. Capa: Conceição Lopes e Antero Guerra Inácio. Ilustrado com diversas fotografias a cores de António Rodrigues.
Br. € 15,00

Exemplar estimado.

12/08/13

Miguel Torga

 Nasceu em S. Martinho de Anta, Vila Real, a 12 de Agosto de 1907
Há 106 anos

À Beleza

Não tens corpo, nem pátria, nem família,
Não te curvas ao jugo dos tiranos.
Não tens preço na terra dos humanos,
Nem o tempo te rói.
És a essência dos anos,
O que vem e o que foi.

És a carne dos deuses,
O sorriso das pedras,
E a candura do instinto.
És aquele alimento
De quem, farto de pão, anda faminto.

És a graça da vida em toda a parte,
Ou em arte,
Ou em simples verdade.
És o cravo vermelho,
Ou a moça no espelho,
Que depois de te ver se persuade.

És um verso perfeito
Que traz consigo a força do que diz.
És o jeito
Que tem, antes de mestre, o aprendiz.

És a beleza, enfim. És o teu nome.
Um milagre, uma luz, uma harmonia,
Uma linha sem traço...
Mas sem corpo, sem pátria e sem família,
Tudo repousa em paz no teu regaço.


Miguel Torga, in 'Odes'
 


Bianchi, Gianfranco - Ascenção e Queda do Fascismo - Visão objectiva de um fenómeno histórico. Lisboa, «Livros do Brasil», S/d. Tradução de Alfredo Margarido; 2 volumes
de 1048-VII págs. Ilustrados a p. b.; Br. € 22,50



Colecção «Vida e Cultura», 30 e 30-A.

Ambos os volumes estimados, apesar do segundo apresentar, o que se presume ser uma assinatura ocultada com corretor.



Alves, Jorge Fernandes e Carneiro, Marinha - Olhar o Corpo, Salvar a Vida - História do Hospital Geral de Santo António e do Ensino e da Prática Clínica na Instituição. Porto, HGSA, 2007. In-8.º; de 139-III págs. Profusamente ilustrado com dezenas de fotografias a p. b. e a cores. Enc. do editor € 25,00

Exemplar estimado.
Conserva a sobrecapa.

09/08/13

Urbano Tavares Rodrigues (1923-2013)

video
A Última Colina

Urbano Tavares Rodrigues (1923-2013)

O escritor Urbano Tavares Rodrigues, morreu hoje, aos 89 anos.
Autor de uma vasta obra, escreveu romances, contos, novelas, livros de viagens, teatro, ensaios.

"Encarava a escrita como algo muito íntimo e que era ao mesmo tempo um encontro com o outro".
(José Luís Peixoto)

"Nascido em Lisboa, em 1923, filho de grandes proprietários agrícolas da região alentejana de Moura, o seu percurso fica marcado pela resistência política, o que lhe valeu ter sido afastado do ensino universitário durante as ditaduras de Salazar e Caetano, além de ter estado preso por duas vezes, em 1963 e 1968. Foi durante este segundo período que escrever "Contos de Solidão", livro que passou clandestinamente para o exterior.
Exilado em França, conheceu muitos intelectuais da década de 1950, que o influenciaram. De regresso a Portugal após a revolução de 1974, foi professor na Faculdade de Letras, crítico literário, mantendo sempre a sua ligação ao PCP.  
Entre os inúmeros prémios que consagraram a sua obra, contam-se o de Vida Literária da Associação Portuguesa de Escritores (em 2003), o prémio Fernando Namora e o Ricardo Malheiros, da Academia das Ciências, atribuído a "Uma Pedrada no Charco". (daqui)

 


















Em geminação com o Prosimetron.




Dias, Marina Tavares - História do Eléctrico da Carris - Lisboa, Quimera Editores, 2001. Tradução para inglês: Liam Burke. In-4.º; de 158-I págs. Belamente ilustrado a p. b. e a cores com dezenas de fotografias e desenhos.
Encadernação do editor € 30,00

Exemplar muito estimado.
Conserva a sobrecapa. 

Edição bilingue: português-Inglês.

07/08/13




La España de cada provincia - Madrid, Publicaciones Españolas, 1964. In-4.º; de 832 págs. Belamente ilustrado a p. b e a cores. 
Enc. do editor em tela € 35,00

Conserva a sobrecapa que se apresenta cansada.

"Cincuenta y tres escritores y cincuenta y tres artistas han respoindido a la llamada que se les hizo para que, con el pincel o la pluma, nos «hablaran

06/08/13






Pacheco, Helder – Os Dias Portuenses – Lisboa, Editorial Presença, 1989. In-8.º; de 198 págs. Profusamente ilustrado a cores. Brochado € 25,00

1.ª Edição. 

Exemplar muito estimado. 



 
O Porto de Aquilino Ribeiro e João Abel Manta – S/l, 1998. Coordenação de Marta Cristina de Araújo. Tradução: Magdalena Gorrell Guimarães. In-4.º; de 71-I págs. Belamente ilustrado por Abel Manta em folhas à parte. 
Enc. do editor € 35,00

Tiragem de 2000 exemplares. 

Estimado, mas a encadernação apresenta alguns defeitos no interior.

Silêncio intacto

Sobe até ao cimo da manhã.
É lá que deves esperar-me,
grande intervalo de silêncio
musicado e fresco,
até que eu me liberte 
do terror das palavras sedentárias
e aprenda, irmão mais novo dos insectos,
a linguagem, perfumada das flores. 


Martins, Albano (1967), Coração de Bússola, p. 31.

Parabéns, Albano Martins!

05/08/13





Guerra, Oliva - Roteiro Lírico de Sintra - Lisboa, 1940. In-4.º; de 78-X págs. Enriquecido com diversas fotografias a p. b. 
Br. € 25,00

Exemplar por abrir.
A capa de brochura apresenta-se manchada, assim como algumas folhas que apresentam marcas de humidade.


02/08/13

Carvalho, Raul de - Duplo Olhar – Poesia. Lisboa, 1978. In-8.º; de 44-V págs. Capa de 
R. C. Br. € 20,00

1.ª Edição. Exemplar estimado. 

Poeta português, natural do Alvito. Foi colaborador das revistas Távola Redonda e Árvore e Cadernos de Poesia, que, na década de 50, conglomeravam de forma irregular, mas activa, poetas de várias sensibilidades. A obra deste poeta, onde se encontram evocações da sua infância alentejana, revela a sua ligação ao neo-realismo. A fidelidade ao humano e o estilo enumerativo e anafórico são marcas da sua poesia.

 Os seus títulos englobam As Sombras e as Vozes (1949), Poesia, (1955), Mesa de Solidão (1955), Parágrafos (1956), Versos - Poesia II (1958), A Aliança (1958), Talvez Infância (1968), Realidade Branca (1968), Tautologias (1968), Poemas Inactuais (1971), Duplo Olhar (1978), Um e o Mesmo Livro (1984) e Obras de Raul de Carvalho — I — Obra Publicada em Livro (editada postumamente em 1993). Recebeu, em 1956, o Prémio Simón Bolívar, do concurso internacional de poesia realizado em Siena, Itália. (daqui)

Variações sobre um corpo - antologia de poesia erótica contemporânea. Porto, Editorial Inova, 1973. Selecção e prefácio de Eugénio de Andrade; de 79-VIII págs. 
Br. € 15,00

Colecção «Duas Horas de Leitura», 26.

Exemplar estimado.

Poemas de: Fernando Pessoa, Afonso Duarte, Mário de Sá-Carneiro, Irene Lisboa, Florbela Espanca, António Botto, José Régio, José Gomes Ferreira, Pedro Homem de Mello, Adolfo Casais Monteiro, Jorge de Sena, Egito Gonçalves, Eugénio de Andrade, Mário Cesariny de Vasconcelos, Natália Correia, Alexandre O'Neill, António Ramos Rosa, David Mourão-Ferreira, Fernando Guimarães, João Rui de Sousa, Alberto de Lacerda, José Terra, Ana Hatherly, Herberto Helder, E. M. de Melo e Castro, José Bento, Pedro Tamen, M. S. Lourenço, Maria Teresa Horta, Fiasse Hasse Pais Brandão, Armando da Silva Carvalho, Luiza Neto Jorge, Gastão Cruz, Nuno Guimarães.

01/08/13

Arnaldo Gama (1828-1869)


Arnaldo de Sousa Dantas da Gama nasceu no dia 1 de Agosto de 1828 no Porto e faleceu no dia 29 de Agosto de 1869 na mesma cidade. Formou-se em Direito em Coimbra, dedicando-se desde cedo ao jornalismo e à literatura. Fundou o Jornal do Norte, tendo colaborado, entre outros, em A Península, O Nacional, O Porto e a Carta. Os seus romances tornaram-se populares na época. Fixando-se, do ponto de vista literário, no segundo Romantismo português, foi influenciado pelo escritor francês Eugène Sue e por Camilo Castelo Branco. Dedicou-se sobretudo à escrita de romances de ambiente histórico.

Obras: Génio do Mal (em quatro volumes publicados entre 1856-1857); Poesias e Contos (1857); Verdades e Ficções (1859); Um Motim há Cem Anos (1861); O Sargento-Mor de Vilar (1863); O Segredo do Abade (1864); A Última Dona de S. Nicolau (1864); O Filho do Baldeia (1866); A Caldeira de Pêro Botelho (1866); Honra ou Loucura (1868); O Balio de Leça (1872, ed. póstuma); El-Rei Dinheiro (1876, ed. póstuma). (daqui)
Carpinteiro, Margarida - Silêncio na Casa do Barulho - Lisboa, Edições Rolim, 1986. In-8.º; de 107-I págs.
Br. € 10,00

1.ª Edição.

Exemplar estimado.

"Ontem uma miúda da escola viera com a história que o pai descobrira que havia uma guerra na Coreia que se calhar até ia chegar cá a Portugal. Onde seria a Coreia? A professora ensinou-a que era uma terra longe e se Deus quisesse a guerra não entraria em Portugal. "e se Deus não quer ou se distrai? aí vem ela e ninguém dá por isso! e para que serve a guerra?", a mãe sossegou-a que essas coisas só aconteciam noutros lados do mundo...".


 
 
West, Morris - As sandálias do Pescador - 8.ª edição. Lisboa, Clássica editora, 1970. Tradução de Ângela Martha. In-8.º; de 374-I págs. Br. € 8,00

Colecção «Orbe», 28.

Exemplar estimado.
West, Morris - O Verão do Lobro Vermelho - Lisboa, Clássica Editora, 1973. Tradução de Carolina de Oliveira. In-8.º; de 431-I págs. Capa de Paulo Guilherme. Br. € 8,00

Colecção «Orbe», 48.

Capa de brochura a acusar algum uso, mas miolo estimado.

"Toda a magia, o mistério e a força primitiva da ilha perpassam por este belo romance. É a história de dois homens e duas mulheres nas Hébridas Exteriores... À primeira vista, é uma história simples - de amor, ciúme, fraternidade e violência épica. Mas, no fundo, é algo mais - uma evocação da fuga do homem moderno de uma civilização que se tornou demasiado complexa para o seu espírito frágil".